quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Eu não consigo me aproximar

A gente perde, a gente ganha
Esse mundo que vivemos,
Mundo que não conseguimos acordar,
Apenas o mundo que queríamos morar,
E que seriamos livres para sonhar.

Hoje, só queria que hoje,
Ficássemos a sós,
Retirássemos um tempo apenas para nós,
Para lembrarmo-nos do que passamos,
O que eu não revivia há anos,
Um tempo para nos reencontrar,
E dar o tempo para tudo voltar a mudar.
 
Tentei olhar nos seus olhos,
Mas eles se fecharam para mim.
Tentei aquecer o seu corpo,
Do frio que te perturba e te maltrata,
Mas você não quis chegar perto assim.
Tentei chegar ao seu coração,
Mas vi que o seu coração,
Estava trancado para mim.

Outra vez, tentei te fazer sorrir,
Mas o sorriso se transformou em lagrimas.
Percorri por todos os cantos,
Te vi sozinha aos prantos,
Tentando te tirar desse mundo de solidão,
Eu acabei entrando nessa antiga depressão.

E mais uma vez,
Eu não consegui te salvar,
Eu não consegui te livrar,
De seus medos tolos,
De seus sentimentos de solidão,
E que até hoje, machuca o meu coração.

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Doce e amarga solidão

Me sinto assim,
Me sinto como se nada tivesse fim,
Como se tudo nunca fosse mudar,
Ou como se nada fosse acabar.

Doce e amarga solidão,
Tire-me dessa ilusão,
Doce e amarga solidão,
Acabe com toda essa emoção.

Me sinto pesado,
Me sinto ultrapassado,
E ao mesmo tempo leve,
Que eu possa voar,
E  até mesmo me matar.

Doce e amarga solidão,
Porque você me maltrata tanto assim?
Doce e amarga solidão,
Saia de mim fuja do meu coração.

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Quando você partir

E então chegou a hora,
Chegou a hora, da triste despedida,
Onde a saudade, vai aumentar,
A cada minuto que se passa.
A falta que você ira me fazer,
Será incalculável,
E até mesmo inevitável de se sentir.

Quando você partir,
Te darei um presente,
O que eu sempre guardei com carinho,
Você vai poder levá-lo,
Te darei meu coração.
Foi o que eu encontrei,
E o que eu sempre desejei te dar,
Mas agora, você se vai,
E dele, eu não vou mais precisar.

E quando eu for me despedir,
Entregarei a ti, todo o meu amor,
Todo esse sentimento, verdadeiro,
E o mais sincero sentimento,
Que um dia eu pude sentir.

Quando você partir, irei com você,
Onde você estiver, estarei do seu lado,
Para poder te confortar, para poder te amar,
Mesmo que esteja longe, mesmo que não possa te tocar,
Eu estarei ali, para você não sentir medo,
Para você não se sentir sozinha,
Eu estarei sempre ali.

Quando você partir,
Estarei no meu quarto, chorando,
De alegria, por saber que tem uma pessoa que me ama,
E também de tristeza, por saber, que quem eu amo,
Está partindo, e ficando cada vez mais longe,
E cada vez mais difícil de alcançar.

Quando você partir,
Não quero dizer adeus
Quero enfim te dizer,
Eu amo você.

Poema dedicado para a Lais Gomes (@cherrypoower), obrigado por todos os momentos, você estará sempre comigo, eu te amo!
ps: ela não morreu.