domingo, 13 de fevereiro de 2011

Doce e amarga solidão

Me sinto assim,
Me sinto como se nada tivesse fim,
Como se tudo nunca fosse mudar,
Ou como se nada fosse acabar.

Doce e amarga solidão,
Tire-me dessa ilusão,
Doce e amarga solidão,
Acabe com toda essa emoção.

Me sinto pesado,
Me sinto ultrapassado,
E ao mesmo tempo leve,
Que eu possa voar,
E  até mesmo me matar.

Doce e amarga solidão,
Porque você me maltrata tanto assim?
Doce e amarga solidão,
Saia de mim fuja do meu coração.

7 comentários:

  1. Com o seu texto deu pra sentir o quão ruim é viver na solidão. Espero que tudo isso passe para você, de verdade. E que logo mais você conheça pessoas incríveis que nunca mais te deixarão na solidão :D
    Bgs e boa sorte :**

    ResponderExcluir
  2. Doce e amarga solidão, vou te dar uma passagem só de ida, pra bem longe do meu coração!
    rsrs
    Gostei do poema.
    Beijos;

    ResponderExcluir
  3. - adorei o poema. *---*
    já falei pra você que é incrível a sua forma de escrever, né? :)


    beeeijos ;@

    ResponderExcluir
  4. Que lindo *.* Amo a maneira que você escreve. A solidão é mesmo algo difícil de lidar. E como disse Clarice: "Que minha solidão, me sirva de companhia..."



    Me visite tmb :] http://railmamedeiros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Também quero ela longe de mim :/
    Muito lindo :*

    ResponderExcluir
  6. Que lindo *-* parabéns pelo blog.
    http://garotasnasruas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. gostei , também já me senti assim !
    da uma passada http://suummerlove.blogspot.com/

    ResponderExcluir